“Amo Noite e Dia”: Todo o amor de uma fã pela dupla Jorge & Mateus

Patrícia Sartori conta ao Festanejo sobre sua admiração por uma das duplas sertanejas mais influentes do Brasil

Talento é uma das coisas que Jorge Alves Barcelos e Mateus Pedro Liduário de Oliveira têm em comum. Jorge descobriu sua vocação para a música ainda na escola, quando cantou na frente dos colegas em uma atividade aplicada em sala. Já Mateus aprendeu a tocar violão com a mãe, e se apresentava frequentemente em shows de talento, promovidos na escola.

Mas foi somente na universidade que os jovens se conheceram, por meio de uma amizade em comum. Jorge & Mateus tocaram juntos pela primeira vez em um churrasco numa fazenda em Itu (SP), e decidiram formar uma dupla. Em 26 de maio de 2005, realizaram a primeira apresentação oficial da carreira e, desde então, não pararam mais.

Donos de sucessos como “Os Anjos Cantam”, “Pra Sempre com Você”, “Amo Noite e Dia” e “Cheirosa”, os músicos são reconhecidos como os percursores do sertanejo universitário. A dupla também é conhecida por sua fiel legião de fãs, na qual Patrícia Sartori, de 24 anos, faz parte. Em entrevista ao Festanejo, ela fala sobre os perrengues e loucuras que já viveu em nome do amor por Jorge & Mateus.

Há quanto tempo você é fã de Jorge & Mateus?

13 anos, desde 2007.

Como conheceu o trabalho da dupla?

Conheci através da internet, estava ouvindo música no YouTube e apareceu a “De Tanto Te Querer”, na ordem aleatória e, assim que ouvi, fui buscar saber quais eram os donos das vozes e passei a ouvir outras música, gostei muito, tanto que acompanho eles até hoje.

Qual a maior loucura que você já fez pelos cantores?

Cada show é um perrengue e uma loucura diferente kkk, mas a maior delas foi em 2016, quando eu passei 16 horas num ônibus para ir até a Capital, não reservei hotel por falta de dinheiro, dormi na rodoviária e passei mais 16 horas no ônibus para voltar. Esse show foi 13 dias depois do meu aniversário e eu fiz isso porque queria muito poder comemorar no show deles e consegui, foi lindo demais!

Sua família e amigos te apoiam nessas aventuras de fã?

Minha família sempre foi contra, até hoje são, quando eu morava com eles, sofria muito pelo fato de querer ir aos shows e não poder, depois que saí da casa deles para trabalhar, estou conseguindo ir quando eu quero. Mas essa não aceitação deles nunca me impediu de acompanhar a dupla, até tive conversas com Jorge e ele me ajudou a compreender o lado dos meus pais. Quanto aos meus amigos, a maioria é desse meio, então tenho bastante apoio nas aventuras.

Se pudesse passar 24 horas ao lado da dupla, o que você faria?

Eu iria aproveitar para conversar com eles, conversas que as correrias dos camarins não permitem. Eu convidaria Jorge para cozinhar, já que ele é um cozinheiro de mão cheia, e meu sonho é o ver cozinhando e ou cozinhar com ele e convidaria Mateus para passear no parque dele e aprender a andar de Wakeboard. Enfim… Conhecer o lado do Jorge e do Mateus que os palcos não mostram, inclusive, os filhos deles que são umas graças!

Para você, o que difere Jorge & Mateus de outras duplas sertanejas?

Eles são muito humanos, valorizam o contato com os fãs, olham nos olhos dos fãs, se preocupam, querem sempre os fãs bem e por perto, reciprocidade é a palavra. Sem contar o show e as músicas deles que têm uma vibe incrível, é surreal e tem muita emoção.

Qual música deles tem mais significado para você? Por quê?

“Aí Já Era”. Essa música é minha vida toda. Em 2010, quando lançaram, eu estava passando por um momento crítico de depressão, sofrendo bullying e me apeguei demais a ela, o ritmo, a melodia… Tocaram meu coração e até hoje eu a ouço em momentos especiais (bons ou ruins), enfim, em qualquer situação, inclusive, eles já cantaram e dedicaram várias vezes para mim, nos shows.

Como é acompanhar a evolução e as diversas fases da dupla?

É muito gratificante para mim enquanto fã, eu fico entusiasmada com cada evolução e conquista deles e sinto muito orgulho, pois o sucesso todo não influenciou a essência deles, continuam humildes e humanos, como disse na resposta acima. Cada ano, cada show e cada dia eles arrastam mais multidões, afinal, suas músicas são encantadoras e se encaixam no cotidiano de cada pessoa, sem contar nos artistas carismáticos que são.

Existem vários fã-clubes de cada cantor. Acha que vivem em harmonia ou tem uma certa concorrência no bom sentido?

Os fã-clubes são importantes para os artistas, acredito que da um gás a mais, alguns são mais unidos que outros, acabam virando amizade para a vida, mas o que importa é o objetivo que é transmitir amor aos ídolos e  apoiá-los em qualquer circunstância.

Qual a melhor parte em ser fã de Jorge & Mateus?

É difícil escolher uma opção só, acredito que a melhor parte são eles, literalmente, eles retribuem todo carinho, fazem tudo valer a pena, cada show, cada loucura, cada centavo gasto pra ir vê-los, cada sensação… Tudo. O Jorge costuma dizer que ele e o Mateus não querem ser vistos como ídolos e sim como amigos, e é exatamente isso que eles são para nós fãs, uns amigões que dão conselhos, se preocupam com a gente e querem o nosso bem, acima de tudo, assim como eu e todos os fãs queremos sempre ver eles bem e felizes. Sem contar nas amizades que fizemos, pois a cada estado, cada viagem, cada show a gente vai conhecendo pessoas, algumas amizades que a gente leva para a vida mesmo!

COMPARTILHE

Be the first to comment on "“Amo Noite e Dia”: Todo o amor de uma fã pela dupla Jorge & Mateus"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*