“Amor Absoluto”: A entrega de uma fã ao seu ídolo

Iris Cruvnel conversa com o Festanejo sobre sua história de admiração por Daniel

Com apenas cinco anos de idade, José Daniel Camillo, o Daniel, já exibia seus talentos musicais. Nascido em Brotas, interior de São Paulo, o cantor participou de diversos festivais de música durante a infância. Foi em um deles que conheceu o parceiro, José Henrique dos Reis, que ficaria conhecido nacionalmente como João Paulo. A dupla trabalhou incessantemente atrás de reconhecimento, mas somente com o lançamento do álbum “João Paulo & Daniel Vol. 7”, que os sertanejos conquistaram prestígio. O trabalho trazia a canção “Estou Apaixonado”, versão brasileira de “Estoy Enamorado”, de Donato e Estefano. A versão foi sucesso nacional e chegou a ser trilha da novela “Explode Coração” (TV Globo). No auge da carreira, o destino separou os companheiros, quando João Paulo faleceu em um acidente de carro, no ano de 1997. No ano seguinte, Daniel retornou à indústria fonográfica disposto a continuar o legado do companheiro. O cantor lançou a romântica “Adoro Amar Você”, e iniciou sua bela trajetória em carreira solo. Atualmente, são 19 discos lançados, cinco DVDs, e milhares de fãs ao redor do País. É o caso da pecuarista, Iris Cruvnel, da cidade de Mineiros em Goiás, que acompanha a história de Daniel desde o início no mercado musical, e contou ao Festanejo a importância dele em sua vida.

Há quanto tempo você é fã do Daniel?

Comecei a ser fã de João Paulo e Daniel em 1990. Procurava acompanhar na medida do possível, na época era tudo muito mais difícil.

Como conheceu o trabalho do cantor?

[Na época] o que tínhamos era rádio, TV, às vezes conseguia alguns jornais e revistas com reportagens. Comecei a comprar os discos de vinil e aí ouvia sempre. O primeiro show que fui, foi quando eles vieram na minha cidade, Mineiros, Goiás. Agora em 2020, já são 30 anos desse amor de fã.

Qual a maior loucura que você já fez por ele?

Bom, não digo loucura, mas já fiquei o dia todo sem comer esperando por ele. Já superei medos terríveis para ir em shows, já viajei 2000 km para vê-lo, e outras coisas que faço só por ele.

Sua família e amigos te apoiam nessas aventuras de fã?

Graças a Deus! Tenho um esposo que comigo aprendeu a ser superfã do Daniel (afinal, quando me conheceu eu já era fã), e meus filhos também são fãs dele, pois em casa sempre só dá Daniel.  Então tenho apoio total.

Você acompanha os shows dele fora da sua cidade?

Como disse antes, viajo sempre que posso para ir aos shows, independente da distância.

Se pudesse passar 24 horas ao lado do cantor, o que você faria?

Se pudesse passar 24 horas com ele gostaria de conhecer seu dia a dia, acompanhar tudo com a família, show, etc… seria um sonho.

Para você, o que difere o Daniel de outros cantores sertanejos?

O que difere o Daniel dos demais, além do talento incrível que Deus lhe deu, é o carinho e respeito que ele tem por todos. Ele sempre é muito receptivo, amável, um príncipe de fato.

Qual a sua música favorita do Daniel, e porquê?

A minha música preferida é “Amor Absoluto”, pois nela ele consegue relatar muito sobre minha vida, mas amo todas as músicas.

Como é sua relação com outros fãs do cantor?

Minha relação com outras fãs é maravilhosa. Faço parte do fã-clube “Daniel Na Estrada”, que na verdade se tornou uma grande família muito unida, e através do Daniel conquistei muitas amigas e amigos, nos falamos sempre e, quando possível, estamos juntos e vira realmente uma festa de família.  Em janeiro, estivemos em Brotas, cidade do Daniel, aonde ele fez um show diferente: Daniel interpreta Roberto Carlos. Foram dois dias de show e foi um momento também de matar a saudade dos amigos, pois temos fãs de todos os estados, muitos não puderam estar presente, mas acompanharam pelas redes sociais, foram dias de muita alegria.

Existem vários fã-clubes de cada cantor. Acha que vivem em harmonia ou tem uma certa concorrência no bom sentido?

Quanto à harmonia ou rivalidade entre fã-clubes, eu prefiro acreditar que não existe rivalidade, até por que não é isso que o Daniel quer.  Existe sim um certo ciúme de uma ou outra fã isolada, mas nada muito sério. Para nós do nosso fã-clube, queremos sempre a união e a torcida uma pelas outras, independente de fã-clube, afinal todas queremos sempre a mesma coisa. Fico muito feliz quando uma fã consegue realizar seu sonho, isso é maravilhoso, quando tenho a oportunidade de ajudar, faço o possível.

Qual a melhor parte em ser fã do Daniel?

A melhor parte de ser fã do Daniel é o reconhecimento e gratidão que ele tem por todos os seus fãs. É recompensador quando ele reconhece e agradece o nosso carinho por ele. Tudo o que ele diz nas suas entrevistas é mesmo realidade, ele é muito grato por tudo que os fãs fazem por ele e para ele. Sou suspeita em falar ao seu respeito, mas o Daniel é um ser humano diferente, tem uma luz única, conquista a todos com seu carisma, sua simplicidade é encantadora. Com todo sucesso nesses anos de carreira ele continua o mesmo. Às vezes falando, as pessoas não conseguem entender, mas quem tem a oportunidade de conhecê-lo sabe bem o que estou dizendo.  Não é por acaso que ele é chamado de PRÍNCIPE DANIEL.

COMPARTILHE

Be the first to comment on "“Amor Absoluto”: A entrega de uma fã ao seu ídolo"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*