Bruna Viola fala sobre a admiração por Inezita Barroso

Cantora sertaneja conversou com exclusividade com o Festanejo

Ao entrar no mundo musical, Bruna Villas Bôas Kamphorst adotou como sobrenome artístico o nome do instrumento favorito, a viola.

Apaixonada pelo universo caipira, a jovem cantora é uma admiradora assumida de Inezita Barroso, que completaria 95 anos neste 4 de março. Bruna Viola conversou com o Festanejo sobre a grande influência de Inezita em sua carreira.

Como foi a primeira vez que você se encontrou com a Inezita?

O primeiro encontro com Inezita Barroso foi em 2006, eu tinha 12 anos, foi em um encontro de violeiros que acontece na cidade de Poxoréu – MT. E neste dia realizei o meu sonho de conhecer a Rainha Inezita.

Ela te influenciou nas escolhas de como queria caminhar com a sua carreira?

Com certeza, pois ela foi a primeira mulher a aparecer tocando viola em um universo considerado extremamente masculino.

Qual a maior contribuição que a Inezita prestou para a música raiz caipira?

Inezita Barroso, através do seu trabalho como artista e como apresentadora, trouxe maior valorização à música caipira, e se tornou um ícone na expressão da cultura popular brasileira.

A versão que cantou da “Marvada Pinga” no programa do Serginho Groisman (28/02/2020) foi muito elogiada. Você explicou no programa, mas como chegou a essa ideia final?

Eu como fã da Rainha Inezita, quis fazer uma homenagem a ela, e decidi dar uma roupagem nova na música Marvada Pinga, chamada originalmente de Festança do Tietê, e também conhecida como Moda da Pinga.

Então criei arranjos e misturei vários ritmos, incluindo um pequeno solo do Chorinho “Brasileirinho”, o qual eu cresci ouvindo o meu avô tocar no cavaquinho, e deu super certo.

Apresentei a ela no Programa Viola Minha Viola do dia 10/08/2014, e ela adorou!


Depois eu a inseri no repertório do meu DVD “Melodias do Sertão Ao Vivo” que em 2017 me rendeu o Grammy Latino com o Prêmio de “Melhor Álbum de Música de Raízes Brasileiras”.

Todos estamos lutando para que os jovens conheçam as raízes da música caipira e sertaneja de viola. Você, como cantora da nova geração está sentindo que isso está acontecendo?

Está acontecendo sim, e esse é o meu maior desafio. Sem demagogia, eu quero muito servir de inspiração para a minha geração, mantê-los sempre conectados com as histórias do sertão que são retratadas nas músicas caipira, e principalmente nas músicas de viola caipira.

Gostaria de gravar mais músicas da Inezita em um futuro trabalho?

Com toda certeza, pois um dos meus maiores sonhos era ter sua participação no meu próximo DVD, mas infelizmente não deu tempo.

Qual a diferença que vê entre música caipira e o sertanejo atual?

Na minha humilde opinião, música sertaneja é aquela que retrata na letra as histórias do sertão.

AGENDA BRUNA VIOLA:

08 de Março: Programa Terra da Padroeira na TV Aparecida

19 de Março: Lucas do Rio Verde-MT
21 de Março: Potirendaba-SP
23 de Março: Franca-SP

18 de Abril: Alcinópolis-MS
25 de Abril: Forquilhinha-SC
30 de Abril: Pedro de Toledo-SP

07 de Maio: Iguatemi-MS
27 de Maio: Campo Grande-MS
31 de Maio: Cunha-SP

18 de Abril: São Paulo-SP
20 de Abril: Brasília-DF

03 de Julho: Taquaraçu-MG
04 de Julho: Coronel Xavier Chaves-MG
10 de Julho: Santa Albertina-SP
11 de Julho: Jambeiro-SP
17 de Julho: Piumhi-MG
18 de Julho: Cristalina-GO
25 de Julho: Várzea da Palma-MG

COMPARTILHE

Be the first to comment on "Bruna Viola fala sobre a admiração por Inezita Barroso"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*