Entrevistas

[EXCLUSIVO]: Eduardo Costa lança regravação de Raul Seixas e fala sobre os ataques na internet

Cantor conversou com exclusividade com o Festanejo e deu detalhes sobre o projeto “Fora da Lei”

Nesta sexta-feira (10), Eduardo Costa lança nas plataformas digitais de música a segunda parte do projeto “Fora da Lei”. O trabalho, que contará com cinco EPs, mostra o cantor de personalidade forte em um novo conceito.

Para dar a largada no lançamento do segundo EP, Costa apresenta uma versão de “Cowboy Fora da Lei”, conhecida na voz de Raul Seixas. O disco ainda conta com as canções “Amor de Violeiro”, “Um Pouco de Nós” “Caçador de Corações”, originalmente de Gian & Giovani. O primeiro disco trouxe a faixa “Chama Ela Pra Mim”, que já alcançou quase oito milhões de visualizações no YouTube.

Em entrevista exclusiva ao Festanejo, Eduardo Costa falou sobre a gravação da música, suas inspirações para o novo trabalho, como lida com as críticas na internet e os planos para a retomada aos palcos.

Como veio a ideia de homenagear o Raul Seixas? Ele foi um dos teus ídolos na música?

Eu gosto de fazer coisas diferentes, mas na minha linha. Raul é um gênio da música brasileira, e me senti muito honrado em regravar um dos maiores sucessos dele. O bacana de tudo isso é que a canção tem muito a ver com o conceito do projeto – “Fora da Lei”. Acho que tanto Raul Seixas como eu não somos de seguir as regras que o mercado da música impõe naquele momento, acho que temos em comum a liberdade de fazer o que queremos dentro de nossa arte.

A música sertaneja é top no gosto do brasileiro e agora tenta se reinventar com essas junções com funk, pisadinha e outros ritmos. O rock se enquadra nessa reinvenção?

Eu não me enquadro em modismos. Sou sertanejo, sou romântico e ponto final. Não critico quem faça essas misturas, mas comigo não funcionam.

Acha que a música sertaneja está se repetindo nos temas de relacionamentos? Existe algo na vida que se repita mais do que os relacionamentos?

Na música sertaneja, e muitos outros gêneros também, o público quer se identificar com que está ouvindo. E o amor que deu certo e o que deu errado, são os temas mais recorrentes na vida das pessoas, porque sabemos que o amor é um dos responsáveis pelo estado de felicidade.

Confira também: [EXCLUSIVO]: Leo & Kaique falam sobre o futuro da carreira: “Muito otimismo e amor”

Esse mundo de redes sociais atrapalha ou ajuda os autores e músicos?

Os dois (risos). Ajuda muito a divulgar rápido. Mas quanto mais divulgam, o trabalho fica muito mais acessível e isso facilita a malandragem. Mas acho que acelerou vários processos da música e ajuda muito mais que atrapalha.

O que acha que a pandemia muda no mercado que começa a abrir novamente?

Muita coisa. Acho que a começar pela quantidade de shows. Muita gente acha que vamos sair fazendo show de domingo a domingo, mas na verdade pegamos gosto por ficar em casa e curtir nossa família e nossos amigos, coisa que tínhamos pouco tempo para fazer.

Você é muito direto no que fala e isso gera muitas manchetes na mídia. Acha que o artista deve preservar mais suas opiniões próprias ou deve sempre dizer abertamente o que pensa?

Acho que tudo tem um limite, e confesso que já extrapolei o meu várias vezes. O problema das falas é que a internet está lotada de juízes. Se não é certo para eles, não é certo para ninguém. Por isso que se preservar é um meio termo. Não tem de ir para as redes mostrar uma pessoa que você não é, mas não precisar se expor demais também.

Esse trabalho com Raul Seixas pode se repetir com outros artistas que queira ainda homenagear?

Certeza, eu sou hiperativo, gosto de produzir 24h e também de reverenciar pessoas que fizeram história.

Quais cantores e cantoras que considera os que mais te influenciam na música?

Tanta gente! Sou fã demais da geração da moda de viola!

Como será essa sua retomada no pós-pandemia?

Orando para que seja segura, que venha logo e que não pare mais uma vez. Estamos todos com saudades de muitas coisas, acima de tudo de viver! A vida seguramente passou a ter outro sentido para muita gente.

Pode passar um recado para seus fãs?

Continuem comigo, mesmo que eu fale uma besteira aqui, outra ali, vou sempre me empenhar para levar o melhor de mim para todos vocês!

COMPARTILHE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.