Entrevistas

[EXCLUSIVO] Henrique & Juliano falam sobre o lançamento de “Manifesto Musical II” e analisam as letras sertanejas atuais

Com exclusividade ao Festanejo, a dupla deu detalhes sobre o novo projeto

Henrique & Juliano têm o talento de transformar sentimento em música e, por isso, são presença confirmada nas playlists de sofrência.

A dupla acaba de lançar na íntegra o projeto “Manifesto Musical II”, que traz os hits “Arranhão” e “A Maior Saudade”. As duas músicas juntas acumulam mais de 260 milhões de plays no Spotify.

Os cantores conversaram com o Festanejo sobre a importância do projeto em suas carreiras, os hits sertanejos atuais e a expectativa para as novidades em 2022.

O que representa o  “Manifesto Musical” em suas carreiras e porque lançaram este movimento?

Henrique: Nossa ideia não é criar um movimento, e sim mostrar o quanto o entretenimento é fundamental em todas as situações. E isso sempre foi prioridade em nossa carreira. 

A música sertaneja tem uma força nos temas de “sofrência”. Porque acham que ainda há campo para tantas músicas neste tema?

Henrique: A grande verdade é que sempre terá espaço para falar sobre relacionamentos. Alguns com final feliz, outros nem tanto. E assim todos seguem com suas histórias, e queremos poder cantar várias delas.

A música sertaneja está tentando uma reciclagem no modo musical juntando-se à pisadinha, forró e até o axé. Acham que isso é só moda?

Juliano: A galera gosta de ouvir música, e quando acontecem essas misturas, soam como novidade, mas a música sertaneja nunca se fechou para o novo, pelo contrário, é um seguimento que desde sempre fez parcerias com outros gêneros.

Como começaram essa carreira de sucesso?

Juliano: Nós sempre fomos muito focados, além de sempre saber onde queríamos chegar. Nossa chave virou no DVD ao Vivo em Brasília, e, graças a Deus, seguimos firmes e com muito trabalho! 

Confira também: [EXCLUSIVO] Bruno & Lucas falam sobre a mescla de ritmos sertanejos no repertório: “Compomos para expressar a verdade”

Com a pandemia muita coisa mudou para a sobrevivência dos músicos. Como passaram e ainda passam por isso?

Henrique: Nos focamos no que poderíamos produzir, em nenhum momento deixamos de trabalhar, mesmo não estando nos palcos. Ficamos concentrados em selecionar repertório para dar sequência ao sucesso do DVD gravado no Ibiraquera.

E, felizmente, acho que estamos dando conta do recado. Nosso mercado gera muitos empregos, e o tempo parado prejudicou muita gente, mas somos fortes e  sabemos que em algum momento tudo irá voltar.

As músicas “Seu Perfil” e “Ficamento” são um pedido para a volta ao romantismo nas relações? As relações atuais estão muito superficiais?

Henrique: Sem dúvidas os relacionamentos hoje em dia são diferentes… Quem sabe a gente cantando com o povo sobre romantismo, isso não desperte uma vontade de viver uma relação assim, né? (risos)

Qual a receita para encaixar um sucesso em outro em seguida como fazem?

Juliano: Receita não tem, mas precisa persistir, trabalhar duro e colocar nas mãos de Deus. Eu e o Henrique fazemos tudo com paciência, escolhemos o melhor repertório, produzimos cada parte da música e do show.

Tudo para que a nossa carreira seja feita com projetos que acreditamos e que os nossos fãs apoiem, que reflita ao menos uma parte do que eles sentem. Nos cercamos de pessoas que compartilham de nossas ideias.

Como é a relação de vocês com os fãs e os fãs da dupla? Vocês têm um recado para quem é fã de carteirinha da dupla?

Juliano: Recebemos muito carinho, respeito e admiração de quem gosta do nosso trabalho. Isso não tem preço não, vocês são demais! Ó, essa semana tem Manifesto Musical Volume II, cês tão preparados? 

Quais os planos e eventos para este ano?

Henrique: O maior objetivo é encontrar o povo nos shows, acabar com a saudade e aproveitar bastante. A agenda está cheia, vamos cantar muito Manifesto Musical esse ano, e podem esperar que já estamos preparando muitas novidades.

COMPARTILHE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.