Entrevistas

Marília Mendonça é sinônimo de inspiração para fã

Duda Gualberto conta ao Festanejo sobre a devoção à “rainha da sofrência”

Quando se fala em sofrência, apenas um nome vem à cabeça: Marília Mendonça. Natural de Cristianópolis e criada em Goiânia, a jovem teve o primeiro contato com o mundo da música na igreja.

Com apenas 12 anos, Marília já escrevia suas músicas e transformava seus sentimentos em melodias.  O talento chamou atenção no ramo musical, e Mendonça foi a responsável por sucessos de grandes artistas brasileiros. “Cuida Bem Dela” e “Flor e o Beija-Flor” de Henrique & Juliano; “Calma”, de Jorge & Mateus, “Minha Herança”, de João Neto & Frederico; “Muito Gelo, Pouco Whisky”, de Wesley Safadão, são algumas das faixas escritas pela artista.

Em 2014, Marília saiu dos bastidores e lançou seu EP homônimo. Em 2016, lançou o primeiro álbum, intitulado “Marília Mendonça: Ao Vivo”, trabalho que transformou a carreira da cantora. O projeto trouxe hits como “Sentimento Louco” e “Infiel”, que se tornou a música mais escutada no Brasil naquele ano. Os sucessos, com letras sofridas e dramáticas, renderam a Mendonça o título de “rainha da sofrência”.

Mais do que recordes e prêmios, Marília Mendonça é sinônimo de inspiração para Duda Gualberto, do Rio de Janeiro. Dona de uma página dedicada à artista, a jovem é uma das milhares de fãs da sertaneja, e conversou com o Festanejo sobre a admiração que nutre por uma das vozes mais importantes do cenário sertanejo atual.

Há quanto tempo você é fã da Marília Mendonça? Como conheceu o trabalho da cantora?

Há seis anos, faz muito tempo, eu ainda era “pequena”. Lembro que o último lançamento da Marília, na época, era “Infiel”. Depois de um ano, passou na TV um trechinho do clipe, eu escutei e amei! Procurei no YouTube e, desde daquele dia, não parei mais de acompanhar a Marília e nenhum lançamento!

Qual a maior loucura que você já fez pela artista?

Não me lembro de ter feito uma loucura em si, mas, lembro de uma vez, que teve um show da Marília, numa cidade há 1h30 da minha, mais ou menos… Eu e minhas amigas compramos ingresso vip, dias antes. Lembro que planejamos tudo, marcamos de ir de ônibus, compramos a passagem e fomos!

No total, eram seis meninas, quatro maiores de idade e três menores (contando eu). Chegamos ao local que seria o show, e menor só podia entrar com responsável, pensa na bad que bateu! As meninas maiores conseguiram entrar, e eu e as outras duas, não! Tentamos entrar por uma porta restrita, e demos de cara com um segurança. Hahahaha! Esse dia foi louco, mais bem triste também.

Sua família e amigos te apoiam nessas aventuras de fã?

Minha mãe e minha avó me apoiam muito! Principalmente minha avó.

Se pudesse passar 24 horas ao lado da rainha da sofrência, o que você faria?

Cara, sabe que eu não sei? Me passam mil coisas na cabeça! Acho que tiraria MUITA foto com ela e dela. Ela ia até enjoar de mim. Diria pra ela o quanto a amo e o quanto ela me faz feliz. Acho que faria aquele dia o mais especial possível, pra que ela soubesse o quanto me faz bem. Seriam, com certeza, as melhores 24h da minha vida!

Qual a sua música favorita da cantora e por quê?

Minha música favorita é a “Bye Bye” do projeto “Todos os Cantos”. Aquela música me traz um bilhão de sentimentos, não pela letra, mais sim pelo significado do que foi o lançamento desse clipe, ela sonhou com esse projeto, fez de tudo pra ser incrível, e saiu do jeitinho que imaginávamos e ainda melhor. Sou apaixonada nessa música e principalmente nesse clipe!

Já se identificou com alguma sofrência feita pela Marília? Qual?

Me identifico muito com “Supera”. Sou nova, mas já passei por sofrências, viu? hahaha. Eu sou muito difícil com esses negócios de relacionamento, então a música “Supera”, realmente, me identifica muito.

O que você achou da mudança de visual da Marília?

Eu amei, a patroa sempre tá linda de todos os jeitos né? Mas esse visual, realmente ficou perfeito! Sou apaixonada demais.

Gostaria que a Marília fizesse uma música para o filhinho, Léo?

Sim, gostaria muito! Nosso Leaozinho merece todo o amor desse mundinho! hahaha

Da onde surgiu a ideia da página iconsmarilia?

Como eu sempre fui muito apaixonada pela Marília, comecei a acompanhar no Instagram a Central de Fãs da Marília, e depois de um tempo comecei a seguir alguns fã-clubes dela. Até que teve um tempo que eu tava acompanhando MUITO, muito mesmo.

Instagram @iconsmarilia

Passava horas vendo os clipes dela, vendo algumas fotos ‘antiguinhas’, posts e vídeos dos fã-clubes, até que tive a vontade de criar um. E foi aí que criei o “lwttersmarilia”, esse foi o primeiro nome que dei ao fã-clube. Com o passar do tempo, mudei pra “iconsmarilia”, o atual nome do meu fã-clube hoje.

Existem vários fã-clubes de cada cantor. Acha que vivem em harmonia ou tem uma certa concorrência no bom sentido?

Eu vivo em harmonia com todos, de qualquer fandom. Inclusive, vários FCs, não só de cantores, mais como artistas, blogueiras, me seguem e eu sigo também! Tem até aquela amizade com o pessoal de outro fandom e eu acho muito legal isso. A gente se conecta de uma forma incrível, que é espalhando amor para o próximo!

Inclusive o fandom da Marília é bem incrível, sempre quando alguém precisa de algo, eles estão ali. Seja de ajuda ou de algum afazer, acho muito legal também essa parte de ajudar um ao outro. Não custa nada, a gente dar uma ajudinha àquele coleguinha de fandom. Uma hora ou outra a gente vai precisar de uma ajuda também né?

Qual a melhor parte em ser fã de Marília Mendonça?

A melhor parte, sem sombras de dúvidas, é a reciprocidade.Sempre quando dá, ela está passando nos FCs, está ali enchendo a gente de amor, e saber que ela também ama a gente, é incrível demais.

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *