Entrevistas

[EXCLUSIVO] Gilson & Gabriel apresentam clássicos sertanejos no primeiro DVD da carreira

Dupla conversou com o Festanejo sobre a produção do novo trabalho

O ano de 2021 está sendo de grandes emoções para Gilson & Gabriel. A dupla está lançando o primeiro DVD da carreira, que promete cair no gosto dos fãs mais fiéis do gênero sertanejo.

O lendário Studios Mosh, em São Paulo, foi o local escolhido para receber o espetáculo. Devido ao cenário da pandemia de Covid-19, o trabalho foi filmado em setembro de 2020, sem a presença do público. Mas, mesmo sem a energia dos fãs, a dupla não decepcionou.

O show conta com um clima intimista e regravações de clássicos sertanejos em arranjos modernos. O talento dos astros como compositores também marcam presença nas autorais “Porre Pra Esquecer”, “Efeito Boomerang”, “Vamos Tomar um Litrão”, “Três da Manhã”, “Momentos” e na inédita “Sítio do Mato”.

Em entrevista exclusiva ao Festanejo, Gilson & Gabriel falam sobre a sensação em lançar o primeiro DVD da carreira, o processo de criação do trabalho, e revelam as expectativas com o lançamento. Confira:

Qual a sensação de lançar o primeiro DVD da carreira?

A sensação foi a melhor possível.  Uma pena que não pôde ter público, pois foi gravado em setembro de 2020, durante a pandemia, mas foi muito gratificante gravar com uma superbanda, com produção musical de Roger Dias no lendário Studios Mosh. E a emoção foi ainda maior quando vimos o trabalho todo finalizado, com uma qualidade que superou a expectativa de toda a equipe. 

O DVD está repleto de clássicos sertanejos. Como foi a escolha das faixas que estão no setlist do projeto?

Pensamos em regravar músicas que fizeram parte do nosso surgimento musical nos anos 90, como “Com Qual Carícia” (composição de Peninha) sucesso nas vozes de João Paulo & Daniel, foi uma das primeiras modas românticas que cantamos juntos quando nós tínhamos 15 anos.

Também “Fotografia”, sucesso de 1985 de Chitãozinho & Xororó (composição de Alcino e Xororó) é uma moda típica sertaneja, que era do mesmo álbum de “Fio de Cabelo”. E pensamos em fazer um grande tributo ao saudoso Agepê, regravando “Deixa Eu Te Amar”, trazendo para o nosso estilo virando um lindo sambanejo, pois nenhum sertanejo tinha regravado ela, apenas cantores do samba e pagode.

Além dos clássicos sertanejos, também regravamos “Cama Vazia” e “Eu o Copo e a Solidão” que eram hits das bandas de baile do Sul do Brasil, composições de Maurício Nunes e Valmir Menezes, trazendo também para o embalo sertanejo, para o país todo conhecer. 

Para vocês, qual a importância de resgatar e apresentar clássicos do gênero sertanejo para os jovens fãs?

Achamos que é muito importante sempre resgatar gravações de clássicos sertanejos, principalmente porque faz parte do nosso estilo e porque os jovens de hoje têm que conhecer toda essa poesia dos anos 80 e 90. Em muitos shows, ainda em bares e festas particulares, a gente via muitas crianças e adolescentes pedindo “Telefone Mudo”, olha que genial, com certeza ouviram em casa com os pais e avós e também muito por causa das novas duplas que sempre resgatam essas modas antigas.  

Como compositores, acreditam que as letras sertanejas estão muito repetitivas?

As letras no geral, não só na música sertaneja como também em outros gêneros musicais, estão bastante repetidas sim, mas como todo estilo tem os dois lados, músicas muito boas e muito ruins. Hoje em dia estão compondo em massa, aí é normal, aumenta-se a quantidade e cai a qualidade. Mas isso vale do artista saber filtrar e escolher o melhor repertório para seu projeto.

Atualmente, qual música não sai da playlist de vocês?

Atualmente as músicas que não saem da nossa playlist são as 15 faixas do DVD de Gilson & Gabriel e todas aquelas modas eternas dos anos 90, do sertanejo romântico. Mas sempre tem os hits atuais que vão entrando e saindo da playlist conforme a velocidade atual do mercado.

Confira também: Gilson & Gabriel fazem uma farra em nova versão de “Vamos Tomar Um Litrão”

Como a pandemia afetou o modo de trabalho de vocês? Como acreditam que o mercado ficará após a pandemia?

A pandemia prejudicou muito nosso trabalho na questão dos shows e apresentações para todo o público, estávamos indo morar em SP em abril de 2020. Mas como não adianta abaixar a cabeça e reclamar, fomos atrás das coisas positivas e tentamos tirar proveito de alguma forma, como compor mais, ouvir mais composições de outros artistas, montar um repertório e antecipamos a gravação do nosso DVD, que seria em 2021, para 2020.

Conseguimos juntar músicos do alto escalão que, além de experientes em estúdio, também são de estrada e acompanham nomes consagrados como Zezé Di Camargo & Luciano, Chrystian & Ralf, Bruno & Marrone e Vanessa Camargo. Isso não seria possível em tempos normais.

Como é a relação da dupla com os fãs?

A nossa relação com os fãs sempre foi muito tranquila e saudável. Gostamos muito do calor humano e de interagir com as pessoas, bater foto, abraçar, conversar. Hoje, o contato é somente por redes sociais, lives, adoramos quando postam fotos e nos marcam. A gente procura curtir e responder a todas as mensagens e comentários dos amigos e fãs, tanto no YouTube, Facebook, Instagram e TikTok.

Confira também: Gilson & Gabriel são a trilha sonora do relacionamento de um casal de fãs

Já estão planejando o próximo trabalho? Podem nos dar algum spoiler?

Nós estamos sempre compondo músicas novas, sozinhos ou com parcerias, e também sempre ouvindo muita coisa que chega de outros compositores. No momento, não temos nenhum projeto de gravação. O foco para 2021 é a divulgação do nosso DVD recém-lançado, mas estamos sempre atentos, porque o mercado não para e está cada vez mais rápido.

Podem mandar um recado para os visitantes do Festanejo?

Gostaríamos de deixar aqui um grande abraço, em especial a todos os visitantes do Festanejo e toda a equipe, e pedir para todos seguirem nossas redes sociais @gilsonegabriel, e acompanhar nosso trabalho nas plataformas digitais e streaming, estão lá todos os singles de 2019, 2020 e o DVD Gilson & Gabriel, lançado em março de 2021. Obrigado por esse superespaço e por poder dar essa entrevista muito bacana. Forte abraço.

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *