Entrevistas

[EXCLUSIVO] Zé Vaqueiro fala sobre o futuro da carreira: “Aprendi a sonhar alto”

Cantor conversou com exclusividade com o Festanejo

O talento de Zé Vaqueiro está se espalhando pelo Brasil. Com apenas 22 anos, o cantor se tornou um dos principais nomes da nova geração do país.

Natural de Ouricuri, sertão de Pernambuco, o artista deu seu primeiro passo no mundo da música aos 18 anos, quando fez seu primeiro álbum caseiro. A gravação, que rendeu apenas 50 cópias, foi distribuída gratuitamente entre feirantes e festas da região.

A composição autoral “Vem me Amar” viralizou rapidamente, e abriu caminho para que mais pessoas conhecessem o trabalho do cantor.

Nacionalmente, Zé Vaqueiro ficou conhecido pelo hit “Letícia”, que já acumula mais de 200 milhões de visualizações no YouTube. No Spotify, uma das principais plataformas digitais de música, o astro possui quase cinco milhões de ouvintes mensais.

Zé Vaqueiro conversou exclusivamente com o Festanejo e falou sobre suas influências musicais, o início da carreira, o período de pandemia da Covid-19, a relação com os fãs, os próximos projetos e outros assuntos. Confira:

Quando foi que você percebeu pela primeira vez que queria ser cantor?

Digo que esse amor pela música vem de berço, graças a minha mãe, Nara de Sá, que era cantora e me incentivou. Comecei cantando de tudo: MPB, arrocha e brega, foi então que um amigo me sugeriu fazer um CD de piseiro há uns quatro anos, quando o ritmo não era tão forte. Aí embarquei na vaquejada, música mais regional, e pelo meu nome ser José Jackson, sugeri Zé Vaqueiro.

Suas músicas são forró, mas têm muita proximidade com os temas do sertanejo. Acha que sertanejo e forró são próximos?

Acredito que sim, são gêneros que conversam muito em alguns momentos, por possuir alguns instrumentos parecidos ou pela temática sonora. Porém, acredito que o piseiro tenha conquistado o Brasil por ser um ritmo diferente e animado, que acaba contagiando o público.

Você tem milhões de visualizações em seus clipes. O que acha que potencializou esses sucessos?

Creio que o que deu mais notoriedade foi a aproximação das letras com o cotidiano das pessoas. São músicas com letras bem atuais, que falam de uma forma presente hoje em dia.

Outro ponto que eu acredito que tenha potencializado o sucesso das canções é o piseiro, que possui um ritmo muito animado e que contagia o público que escuta.

Você também é compositor. O que te inspira a criar uma nova música?

Nas músicas, eu sempre tento falar de assuntos que estão em alta, principalmente nas redes sociais, ou então em momentos que eu já vivi, como no caso da música “Forró no Interior”. Por conta disso, as canções acabam gerando uma identificação maior do público com a letra e uma aproximação muito bacana.

Qual a relação com os seus fã-clubes? É bem próximo deles?

Com certeza, é muito legal a troca que a gente tem, tanto quando tinha shows quanto nas redes sociais. Seja nos shows ou nas redes sociais, eu sempre tive um retorno muito bom deles, seja através de algum vídeo viral, ou brincadeiras usando algumas das minhas músicas. É muito bacana essa interação e essa proximidade que eu acabei conquistando.

Esse período de pandemia te trouxe algum novo pensamento sobre sua carreira?

Acho que não só para mim, como todos os outros cantores que tiveram que interromper sua agenda de shows. É muito difícil o momento que estamos passando, principalmente no meu setor que foi o primeiro a parar.

Enquanto isso, aproveito para ficar perto da minha família, da minha esposa, Ingra Soares, e do meu filho Daniel, e ansioso para voltar aos palcos.

Onde o Zé Vaqueiro pretende ainda chegar em sua carreira?

Quero ir além do que imagino. Durante a minha trajetória, que é sinônimo de maturidade e experiência, aprendi a sonhar alto, mas sempre com os pés no chão. Hoje, eu sei que tudo que passei serviu para me fortalecer ainda mais e ajudar as pessoas que são próximas a mim.

Neste ano e nos próximos, continuarei focado em prosseguir com novos projetos e parcerias, sempre levando o que há de melhor para o meu público, que é tão querido e que me acompanha em todos os lugares.

E na vida pessoal?

Na vida pessoal eu pretendo estar próximo das pessoas que eu amo, aproveitando os momentos em casa para ficar com a minha família, curtindo cada instante com o meu filho e com a minha esposa. É muito importante para mim ter essa aproximação deles em todos os momentos da minha carreira, o que acaba me dando mais força.

Quais cantores e cantoras te influenciaram na carreira?

Minha mãe, Nara de Sá, que é cantora e sempre me incentivou desde o início da carreira. O meu amigo, meu parceiro, Xand Avião, que me apoia com dicas e orientações. Eu também gosto muito dos grandes nomes do sertanejo, como Leonardo e Simone & Simaria. Todos eles são exemplos de superação para mim.

Quais os planos para 2021?

Este será um ano de muitos projetos que, por enquanto, eu prefiro deixar no suspense para os meus fãs. Já lançamos uma música nova, “Volta Comigo BB”, que tem um estilo novo e que tem sido sucesso nas plataformas digitais. Podem ter certeza que esse ano vai ser de muita reinvenção na minha carreira.

Confira também: Zé Vaqueiro faz pedido a amada em “Volta Comigo, Bebê”

Diga um momento especial em sua carreira. E porque?

Acho que o momento mais especial foi quando eu subi no palco pela primeira vez, porque foi nesse instante que aconteceu o pontapé inicial para que tudo pudesse acontecer comigo. Tive o apoio da minha mãe e das pessoas da minha cidade, então esse momento foi muito marcante para mim.

Imaginava que a música “Letícia” chegasse a esse número incrível de 200 milhões de visualizações em apenas quatro meses? Qual o segredo de Letícia?

“Letícia” é a cereja do bolo do álbum “O Original”, como eu costumo dizer. Quando vimos a música, eu já achei ela muito boa logo de cara, por se tratar de temas que são muito presentes no dia a dia, como o mototaxista, a tatuagem, além de dar um nome para a pessoa da música. Só não esperava que fosse ter toda essa repercussão que, graças a Deus, acabou tendo.

Passe um recado para seus fãs.

Fala galera que acompanha o Portal Festanejo! Gostaria de agradecer a todos vocês que me ajudam na minha carreira, e que tornam minha trajetória ainda melhor. Quero que nesse momento vocês possam se sentir abraçados e que fiquem em casa, para que possamos nos encontrar logo, logo.

COMPARTILHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *